segunda-feira, 9 de julho de 2012

Certo? Errado? Quem vai dizer???



Acho que a escorpiana está voltando. Na verdade, eu nunca fui embora!

Uma pergunta tem tomado conta dos meus pensamentos ultimamente (como se não bastasse tudo que a minha mente já absorve): o que é certo? Ou seria: o que é errado? Aliás, existem certo e errado?
Como julgar se uma atitude é correta ou não? Algumas coisas são óbvias, a gente sabe que não é certo tirar a vida de outra pessoa, roubar, bater em alguém, por exemplo. Mas para outras coisas não existe certo ou errado. 

Como dizer se é certo ou errado fazer algo que queremos, mas que ao mesmo tempo pode magoar alguém que pensa diferente de nós? Como saber se é certo ou errado permancer numa situação que não nos faz 100% feliz, mesmo sabendo que isso pode nos ajudar a evoluir espiritualmente? Como adivinhar se é certo ou errado dizer que algo não vai acontecer se nem ao menos tentarmos? Como saber se é certo ou errado acreditar no sexto sentido? Como entender se o sexto sentido está certo ou errado?

É certo ou errado achar que algo não está bom e querer chutar o balde? É certo ou errado querer viver uma paixão intensa, mesmo sabendo que um dia a paixão acaba e fica somente o carinho, a convivência, a reciprocidade? É certo ou errado pular fora sem tentar? É certo ou errado bater de frente pelos nossos ideais? É certo ou errado ir na contramão do mundo? É certo ou errado querer viver intensamente com medo de que o amanhã não venha aqui neste mundo? É certo ou errado achar que temos o direito de viver algo que quase todo mundo vive e que para alguns é tão difícil?

É certo ou errado achar que alguém poderia fazer mais do que está fazendo? É certo ou errado exigir em troca o que estamos doando? Aliás, amor se exige ou é doação? Como doar sem querer nada em troca? Como amar sem esperar ser amado se a base da convivência humana é o amor?

Já fiz tantas coisas que podem ser julgadas erradas e que na minha mente foram certas, assim como de repente posso ter feito muitas coisas achando que estava acertando quando, na verdade, estava fazendo a maior burrada da minha vida.

A verdade é que não tem como saber se não tentar, se não arriscar, se não, de fato, VIVER! E viver, para mim, significa fazer a vontade que vem de dentro, seja ela certa ou errada!

"Não me julgue por não ser igual, carrego a verdade aqui no olhar..."

Trilha de hoje: "Feel So Close" - Calvin Harris....e uma vontade absurda de se apaixonar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário