domingo, 12 de setembro de 2010

Independência


Nada mais justo do que falar sobre independência no mês em que comemoramos a Independência!

Porém, não é sobre essa independência que eu quero escrever, nem sobre a independência de poder se “bancar”, pagar as próprias contas, ter a própria casa, carro, não depender de ninguém para nada, enfim, a independência material. Isso é algo comum e que muitos de nós já conquistamos ou buscamos.

A independência sobre a qual eu quero falar aqui é aquela mais difícil de se conquistar: a independência da liberdade!

Muitos de nós vivemos presos. Presos a sentimentos, a atitudes, a princípios, a regras, a pessoas, a tarefas, enfim, presos a situações que muitas vezes nos impedem de caminhar livremente, sem amarras, podendo sentir o verdadeiro gosto da liberdade, da independência de viver intensamente.

Estamos muito mal acostumados a depender de uma pessoa, de um sentimento ou de uma situação para ser feliz, mas a verdade é que não é obrigação de ninguém aqui nesse mundo fazer os outros felizes. Só conseguimos fazer alguém feliz quando somos felizes, quando já descobrimos a felicidade dentro de nós, e ela está dentro de cada um, basta saber enxergá-la.

Independência é você encontrar, reconhecer e espalhar essa felicidade que existe dentro de si. Assim, tudo de melhor retorna pra você, de forma natural, única, mágica e abençoada. Porém, cada um tem o seu momento de achar esse tesouro e não podemos forçar as pessoas a ingressar nessa busca. É o tempo certo. Por isso, muitos relacionamentos não dão certo, um já encontrou essa felicidade e sabe que não precisa depender de outra pessoa pra ser feliz, basta apenas espalhar esse sentimento e ele retornará para você. Mas o outro ainda está na busca, na dependência, aprendendo e amadurecendo.

Ser independente é caminhar com liberdade, com felicidade, sabendo reconhecer o tempo de cada um, sem ser arrastado pelo outro ou sem querer arrastá-lo atrás você.

Afinal, como diz um texto que eu li, as pessoas se completam não por serem metades, mas por serem pessoas inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Ah, e longe de mim querer passar uma imagem egoísta com este pensamento, gente! Até mesmo porque a felicidade foi feita para ser compartilhada e dividida, mas sem nunca esquecermos que ela está dentro de nós e não no outro!

Bom, é domingo, fim de noite de mais um fim de semana iluminado! Estou assistindo VMA e a trilha sonora é Taylor Swift. Não curto muito, nem sei o nome da música, mas é o que está rolando agora! Rs. É isso, até o próximo post!

2 comentários:

  1. Independência... ou morte? Seria engraçado se não fosse triste, mas é exatamente assim, a independência é exatamente em estar bem com você mesmo, é saber agradar, calar, falar e até amar, mas tudo no momento certo. Ser livre é ter DEUS dentro do coração e FÉ, acreditar que SIM, é possível sim fazer um mundo melhor, e começamos por nós mesmo. Te adoro e PARABÉNS + 1 x. DANN

    ResponderExcluir
  2. Oi Simone, tdo bem??
    Adorei seu blog, é muito fofo e você escreve muito bem!!!!
    Estou te seguindo no meu blog...passa lá também pra fazer uma visita!
    Prazer e bjos.

    ResponderExcluir