segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Novos Horizontes


Pela milésima vez fez-se um “plim” na minha mente! Não sei se será um “plim” permanente ou apenas mais um passageiro, que ao menor sinal de vida do destino traçado vai voltar atrás e mudar de ideia.

Mas eu vou me esforçar pra fazer desse “plim” constante. Eterno não porque nada, absolutamente nada nessa vida é pra sempre!

Esse “plim” aconteceu por muitas razões fortes e importantes, mas o ápice dele se deu de algo simples, de apenas parar e pensar: “Eu mereço mais”.

Podem me chamar de egoísta, orgulhosa, enfim, podem dizer que estou sendo mal-agradecida, nem ligo, nunca liguei para o que pensam de mim. Apenas vivo e sigo meu coração. Às vezes as coisas estão no nosso nariz e não conseguimos enxergar. Em algumas pessoas, as coisas estão na cabeça delas e ainda assim não conseguem enxergar ou sentir o peso, né!

Eu vivo o momento, nunca parei no tempo! E a quem possa interessar, “as coisas sempre vieram até mim, nunca fui eu que sai do meu lugar para ir atrás delas!”

Hoje eu estou escrevendo tudo isso, sem freio mesmo, e sem medo de que possam entender bem o recado! Amanhã eu posso mudar de ideia, me arrepender (difícil, viu), achar que peguei pesado, pedir perdão, enfim, eu sou assim, inconstante, imprevisível e única! Porque igual a mim, sinto muito, mas nem tentando!

Eu sou intensa e tudo que desejo tem que vir com intensidade também. Se não for assim, não quero! Não me contento com pouco mesmo, com caridade, com obrigação, com carinho apenas, eu quero mais, eu desejo mais, eu mereço mais!

Dizem que a vida é feita de momentos, né. Pois eu posso garantir que mais vale uma vida feita de momentos intensos do que uma feita de “segurança superficial mentirosa”!

Se estou julgando? Não, só expressando o que meus olhos vêm. Me desculpe por não ser igual, carrego a verdade aqui no olhar!

A única certeza que tenho é que coisas maravilhosas virão! Afinal, eu vivo, não deixo a vida passar em vão! E vivo a minha vida e não a vida de outras pessoas!

“Você pode até me jogar de um penhasco... eu vou dizer: eu adoro voar”

Trilha: Teus Olhos – Ivete Sangalo e Marcelo Camelo.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Color inside of my world


Cinco segundos? Acho que nem isso, menos! E uma pergunta que não quer calar: Por que? É tão difícil assim ficar longe? Parece uma necessidade, uma vontade incontrolável, um medo de perder! Será que você ainda está aí? Será que ainda sente o mesmo? Será que ainda vai me tratar igual? Será que já te perdi? Será que ainda me ama? Essas são as perguntas que parecem ecoar na sua mente!

Estou tomada por uma vontade absurda de chorar! Não é de tristeza, não é de raiva, não é de alegria, não é de felicidade. É de uma emoção única e indescritível que me faz pensar que nada, absolutamente nada mudou pra “ninguém”. Pelo contrário, quanto mais o tempo passa e quanto mais distante as coisas parecem, mas forte ficam!

Sim, existem coisas assim, gente! Coisas inexplicáveis, pessoas incomparáveis e momentos inesquecíveis. Eu não sei se alguém já sentiu isso que está aqui dentro, não sei se tem nome, se tem definição, enfim, a única coisa que eu sei é que é muito bom sentir! Não é algo normal, comum, convencional, pelo contrário, foge a tudo isso! Mas é único, é bom, é divino, é a certeza de que um encontro não é só de corpos, de olhares, de toques, é de alma, de espírito!

Não foi feito para entender, foi feito apenas para sentir. E sentindo é possível amadurecer, aprender, aceitar, sorrir, chorar, confiar, evoluir, viver e, no momento certo, unir!

Porque os seus olhos ainda me dizem a mesma coisa que me disseram na primeira vez que encontraram os meus: É VOCÊ!

Porque quando uma simples presença tira tudo do lugar é sinal de que nada foi em vão e de que tudo valeu e ainda valerá a pena!

Porque não adianta tentar calar o corpo, a mente e nem o espírito quando o coração grita o sentimento com toda sua força!

Ser feliz é seguir em frente na nossa missão com o coração puro, em paz, cheio de amor para distribuir por onde passarmos, mas tendo a plena, absoluta e total certeza de que lá no “fim” Deus guarda pra ti o que Ele já te deu!

Trilha: Daughters – John Mayer. Dispensa comentários.



quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ela chegou!!!


Ela chegou quietinha, no meio de um dia bem típico de verão, com sol, calor e provável fim de tarde com chuva!

Chegou para colorir ainda mais essa vida maravilhosa que Deus nos deu!

Dêem as boas-vindas à nossa amiga Primavera! Que ela possa encher nossos caminhos com os mais deliciosos aromas e fazer de nossos dias únicos e especiais!!!

Inspiração das flores hoje! Rs.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Qual é o valor de uma viagem?



Hoje em dia é muito fácil viajar, né! São dezenas de agências com milhares de promoções e centenas de destinos. Praias, montanhas, campo, cidades históricas, enfim, tem para todos os gostos e todos os bolsos também. Viagens caríssimas como as feitas pelos Emirados Árabes ou viagens mais simples, tipo Paraty! Rs.

A verdade é que não importa o destino, o valor e nem o glamour de uma viagem e sim a sua importância. Uma viagem pode mudar pra sempre a vida da gente, e não é só pelas coisas que acontecem ou pelas pessoas que conhecemos, mas sim pelo simples fato de fazermos dela um divisor de águas em nossa vida.

Por isso, o valor de uma viagem não está no preço pago em dinheiro, mas sim na intensidade das mudanças que ela pode provocar.

Viage sempre, mesmo que seja fechando os olhos e dando asas aos sentimentos e às emoções!

Ah, mas se quiser uma dica, Paraty é o paraíso! Eu recomendo!

Trilha sonora deste pequeno post: “In Between Days” – The Cure.