terça-feira, 31 de agosto de 2010

Razão ou emoção?

Dúvida cruel, né? Seguir os impulsos do coração ou os conselhos sensatos da mente? Mas quem disse que a mente é sensata?

Pra mim, nem um, nem outro. Viver! Sem medo de errar, sem medo de tentar, sem medo de arriscar, sem medo de ser feliz, sem medo de viver! A caminhada sempre apresentará momentos difíceis, que nos causarão medo, insegurança, dúvidas, mas a verdade é que estamos aqui pra viver intensamente cada segundo que a vida nos proporciona. Simplesmente porque a vida é única, linda, maravilhosa, abençoada, frágil e muito para ser insignificante!

Sim! O coração tem mesmo razões que a própria razão desconhece. E quem quer conhecer as razões do coração quando tudo que ele nos traz é inesquecível e único? Isso é o mais importante! Essa é a essência da vida! Ser personagem principal da história, fazer acontecer, mudar, arriscar, agir, falar, expressar, amar, tentar, conseguir, comemorar, chorar, sorrir, aproveitar, sentir, beijar, gostar... Tantos verbos, tantos significados, emoções raras que ficam guardadas na nossa mente para sempre!

Temos razão em seguir a voz da nossa emoção e viver absolutamente tudo que chega até nós! Expressar tudo que sentimentos, todos os medos, todas as opiniões, todos os sentimentos, sem pensar no que vão pensar, sem pensar nos julgamentos, sem pensar nas consequências.

Vivemos sufocados por nossos medos, pela imagem que achamos que farão de nós diante de uma atitude “errada”. Mas o que é errado? Falar o que pensa? Viver o que sente? Se entregar ao momento? À emoção? Quem julga tudo isso errado nunca viveu de verdade!

Viva! Arrisque! Mude! Ame! Beije! Abrace! Chore! Fale! Grite! Não guarde nada pra você! Expresse tudo que sente! Siga a voz que vem de dentro do seu coração! Fale que ama, fale que odeia, fale que gosta, fale que não gosta, fale que está cansado, fale que vai esperar, fale que não aguenta mais esperar, fale que já esperou demais, fale que quer, fale que não quer! Faça o mundo te ouvir! Aprenda a lidar com a sombra dos sentimentos ruins, com a sombra dos medos e faça dela apenas um lembrete de que você é humano e tem todo o direito de sentir tudo isso, mas com a convicção de que esses não são os sentimentos que vão te dominar.

Se jogue no conselho sábio da nossa amável Clarice Lispector:

"Renda-se como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece, como eu mergulhei. Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa qualquer entendimento.”

Trilha de hoje: “Pra Você Guardei o Amor” – Nando Reis. Linda canção!

*Inspiração divina hoje, gente!...rs. Beijos.



3 comentários:

  1. Muito orgulho de ter uma amiga, cliente, jornalista tão inteligente. Te adoro muito. Sucesso. Beijos DANN

    ResponderExcluir
  2. adoro os seus posts..vc escreve super bem e parece que le meus pensamentos...as coisas que eu nao consigo expressar vc posta aki...PARABENS

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Muito lindo seu texto...adorei!
    Parabéns pelas palavras!!
    Bom fds e bjosssss

    ResponderExcluir